sobre-3.png

afárá  surge em Lisboa em 2020 como uma nova forma de atuar em produção cultural. Trabalhamos por projetos, investimos em artistas e criações que têm na improvisação e na experimentação a sua força de existir. 

 

A nossa proposta é criar, produzir e acompanhar trabalhos autorais e transdisciplinares com foco nas artes performativas, principalmente na música, mas não só. 

 

É a concretização de uma forma de fazer acontecer projetos e criações nas artes performativas, com um investimento particular na música experimental, improvisação livre e free jazz. 

Mariana Lemos 

 

Aproximamos pessoas, lugares e seus desejos. 

 

São cerca de vinte anos de experiência nas artes performativas entre Portugal e Brasil. Ao lado da também produtora cultural Lysandra Domingues e Mariana Lemos, bailarina e professora de dança, mergulham na filosofia de investigação artística do c.e.m-centro em movimento, onde o corpo, a arte relacional, a rua, a cidade, a educação, as mulheres, o feminismo sempre fizeram parte da ação e do modus operandis de existir e resistir artisticamente. 

 

Aliada a uma profunda paixão pela música, sobretudo o free jazz, nos últimos anos temos vindo a colaborar com artistas que tornaram possível a emergência de uma linha de trabalho dedicada a aproximar estes universos: a dança, o corpo e a música… As artes do encontro! Além disso, a afárá surge também com um espaço de aproximação de distâncias e novas conexões, um trânsito entre artistas e lugares, sobretudo na criação de pontes entre América Latina e Europa, Brasil e Portugal. 

Afinal, afárá é ponte em iorubá. afárá é futuro. O futuro é agora.

nota de intenção.png
fundo afará_edited.jpg

direção artística: Mariana Lemos

direção de produção: Lysandra Domingues

site/comunicação visual: Clara B.

equipa.png